A importância da doação

Doação, Oferta, Dízimo: Práticas em desuso

Texto de Maquinelle Furtado Ximenes

Estamos mais uma vez próximos dos festejos de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Nossa cidade transforma-se diante do reconhecimento da Importância de Nossa Mãe Maria Santíssima.

As pessoas se organizam para um grande evento e pedem aos olhos de Nossa Senhora que interceda para que tudo dê certo e para que todos se aproximem mais de Cristo. A iniciativa, o voluntariado, o amor a Nossa Senhora são o carro chefe daqueles que já vivem uma experiência intensa com Deus.

Contudo, logo vem  grupos mais margeados a Igreja, questionar os movimentos e  as doações à paróquia. Ora, Nossa Senhora foi o maior exemplo de doação! Entregou-se a Deus por inteiro!

Em outra oportunidade, um crismando uma vez disse em meio a uma multidão de jovens: “Ô santa sabida!!” Fazendo referência aos fundos angariados e destinados a manutenção da Igreja.  Perdoai-lhe Deus por que não sabem o que dizem. O conhecimento de causa é apenas uma oportunidade vivida ou deixada de viver.

Muitos céticos, justificam seus pensamento retrógrados ou sua falta de desapego ao material e argumentam: “Os festejos devem focar na espiritualidade das pessoas e não no bolso delas.” É certo que o sentimento de doação  reflete muito a espiritualidade que vivemos e tais pessoas não notam que o exercício ao desapego material é uma das maiores práticas que o ser humano pode desenvolver . Essa lição é o ponta-pé inicial para começar a entender o que Nosso Senhor Jesus Cristo pregava.

Na tentativa de poder entender, tais pontos de vista. Logo vem a mente o quanto as pessoas são enganadas no seu cotidiano, seja dando esmolas a quem faz disso uma profissão, abusando da solidariedade alheia, seja na corrupção desenfreada que desgasta a esperança do brasileiro de que tudo um dia vai ser diferente. Considerando isso, podemos entender que realmente somos produtos do meio.

Hoje vemos o mundo regado a cultura do “eu” e do “meu”. Tudo o que fazemos é pensando em levar alguma vantagem mais na frente. Só faço isso, por que posso conseguir aquilo que me interessa. O verdadeiro sentido de Doar é agir num rumo contrário a essa pratica mundana.

Outros ainda tentam justificar-se dizendo: “Esse dinheiro será mal administrado. Não vou doar para isso ou para aquilo outro”. O exercício de doar faz bem aquele que doa sem levar em consideração o destino final de onde a doação vai parar.

Mas o “meio” em que estou inserido, permite-me contagiar por outras vivências. Viver no “meio” que Cristo oferece. Isso nos impermeabiliza do senso comum, estamos em mundos diferentes. Eles vivem no mundo do “eu” sem enxergar o mundo do “nós” que Cristo tanto tenta nos mostrar.

Por isso Jesus pregava a oferta aos pobres. É muito fácil ajudar uma pessoa bem sucedida e de status. E isso levanta suspeitas de que há algum interesse de favorecimento nessa ajuda, uma vez que uma pessoa de classe, bens ou influências poderá retribuir tal ajuda. E um pobre? O que tem ele a lhe oferecer? A oferta ao pobre é garantia de que tal ação seria feita sem intenção egoísta de favorecimento. Ajudar um pobre é reconhecer no outro, a importância de si.

Esse desapego ao “si mesmo” é o maior sinal de que entendemos os ensinamentos de Jesus. Inúmeras vezes, Jesus para pregar o amor, Ele usava a palavra “Doar-se” ou “doar”. Por exemplo, Prova de amor maior não há que doar a vida pelo irmão!

Outro dia, num encontro de crisma, um jovem crismando perguntou: “E como é que damos a vida pelo outro? Preciso morrer no lugar dele?” Doar a vida pelo irmão quer dizer sacrificar-se pelo próximo. Deixar de viver um pouco só para si e viver em função do outro. Um simples momento de dedicação já é a doação pelo irmão!

Veja os sacramentos de doação, de serviço. O casamento é um sacramento importantíssimo por que demonstramos amor através da doação. Assim como o sacramento da ordem. Enquanto casar-se é escolher uma família para DAR amor, a ordenação é aceitação da doação à uma comunidade. Por isso são chamados de sacramentos de serviço! Outro dia um padre falou: “Casar é crucificar-se nos braços do outro” isso é o maior sinal de doação pelo próximo.

Se alguém que doa-se a quem já se ama é nobre, o que devemos dizer da doação incondicional? Um padre doa sua vida por uma comunidade que nem imagina como seja. Assim como existe o amor incondicional  - Ágape, existe a doação incondicional. Não existe Ágape sem doação incondicional.

Outra maior prova do amor divino: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que DOOU o seu Filho unigênito” João 3:16. Mais uma vez, o verbo “doar” impera nas ações e nas palavras de Deus que queria o bem comum em detrimento de um sacrifício quase impossível – doar o próprio filho aqueles  que não mereciam tal sacrifício.

Como viveremos nestes festejos o aspecto espiritual?   Qual a relação de doação que lhe torna mais próximo de Deus?

De que maneira você tem se doado a Pastoral da Crisma?

V Reunião ordinária da Pastoral da Crisma de Reriutaba – 29 de julho de 2012                 

 



Paróquia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro - Reriutaba - CE

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!